Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Campus celebra Semana do meio ambiente
Início do conteúdo da página Notícias

Campus celebra Semana do meio ambiente

O evento sensibilizou a população a respeito do saneamento ambiental e as consequências de sua inexistência  
  • Ascom, com informações do campus
  • publicado 11/06/2019 12h41
  • última modificação 11/06/2019 12h41

Entre os dias 04, 05 e 06 de junho o Instituto Federal do Maranhão – Campus Araioses – realizou a III Semana do Meio Ambiente com a temática “Saneamento Ambiental: e eu com isso?”. O objetivo foi discutir a respeito do assunto na cidade e identificar problemas da ausência de saneamento básico em Araioses, de modo a apresentar alternativas viáveis para promoção da qualidade de vida da população.

De acordo com a programação, o primeiro dia foi marcado por atividade de educação ambiental para sensibilizar a comunidade a respeito do saneamento e as consequências de sua inexistência no rio Santa Rosa que corta a cidade de Araioses, ação que culminou com a coleta de resíduos sólidos às suas margens.

Já no dia 05 de junho ocorreram diversas atividades como: exposição de projetos na área de educação ambiental; oficina de papel reciclado e uma mesa redonda intitulada “Saneamento ambiental: e eu com isso?”. No local, Francisco Alencar, representante da ONG Amigos do Rio Magu, abordou a importância de atividades realizadas em prol da preservação das nascentes deste rio, um dos principais afluentes do rio Santa Rosa. Antonio Carlos dos Santos e Sandra da Silva Fontenele, representantes da Defesa Civil e da Secretaria de Saúde relataram as atividades executadas pelo poder público municipal, com o intuito de minimizar as consequências decorrentes das enchentes ocorridas no período chuvoso de 2018/2019. Representantes da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) Rafael Nascimento e Luis Carlos Xavier discutiram a respeito do sistema de abastecimento de água oferecido à população no perímetro urbano de Araioses.

Além disso, as discentes do curso de Meio Ambiente, Raylane Pereira e Anna Catarina Costa, relataram suas experiências frente a criação do Mobem (iniciativa de criação de peças artesanais com reutilização de materiais). Por fim, o produtor Gilvan Braga Fonseca falou sobre seu empreendimento sustentável na criação de peixes e hortaliças (sistema de aquaponia). No último dia, o Largo da Igreja Matriz de Araioses, foi palco de apresentação cultural, reprodução e debate sobre o vídeo documentário Lixo Extraordinário (2010).

A III Semana do Meio Ambiente foi organizada pelos servidores João Paulo Pereira Rebouças (coordenador do projeto), Luís Mesquita de Sousa Filho, Gilmar Pereira Limeira Júnior, José Herbert Silva Pereira, Thiago Peixoto de Almeida Cavalcante e Sílvia Mônica Moura Lima, todos do campus.

Sobre a temática

A III Semana de Meio Ambiente do IFMA – Campus Araioses – adotou o assunto “Saneamento Ambiental: e eu com isso?” no intuito debatê-lo. De acordo com a coordenação, um dos argumentos para o tema selecionado é a informação de que cerca de 6% de todas as doenças no mundo sejam causadas pela falta de saneamento, o que provoca a morte de mais de 15 milhões de pessoas anualmente por doenças infecciosas.

As taxas de mortalidade infantil também são influenciadas pelo déficit desse serviço, pois as crianças são mais vulneráveis às doenças originadas pela ausência de água tratada e coleta de esgoto. Apesar de todos esses transtornos gerados pela falta de saneamento ambiental, cerca de 2,584 bilhões de pessoas não contam com esse serviço em suas residências, sendo que 1,6 bilhão são de países da África e da Ásia, conforme dados divulgados em 2010 pelo Programa das Nações Unidas Para o Meio Ambiente (Pnuma). No Brasil, aproximadamente 37,5% das residências não contam com saneamento.

A expansão urbana desordenada, juntamente com a falta de investimentos por parte do governo para implantação desse serviço tornam o problema ainda mais grave. “No entanto, é importante ressaltar que os gastos com saneamento ambiental são extremamente vantajosos, pois proporcionam a redução de casos de doenças infecciosas e da taxa de mortalidade infantil, diminui os impactos ambientais, além de oferecer ambientes saudáveis para a população”, informa a coordenação do evento.

Dia do Meio Ambiente e da Ecologia

A data é comemorada mundialmente no dia 5 de junho. A Ecologia é um termo que significa o “estudo de casa”, ou seja, o estudo do meio ambiente. Nos últimos tempos, o desenvolvimento global tem sido caracterizado por grandes avanços tecnológicos, aumento na produção e consumo, ocorrendo de forma desigual e a qualquer custo o que promove grandes atos de degradação ambiental.

A Organização Mundial de Saúde diz que saneamento é o controle de todos os fatores do meio físico do homem, que exercem ou podem exercer efeitos nocivos sobre o bem-estar físico, mental e social. O serviço de saneamento de um local consiste em um conjunto de atividades composto pela coleta e tratamento de esgoto, fornecimento de água encanada, limpeza das vias públicas e coleta de lixo.

O saneamento ambiental é de suma importância na prevenção de doenças, como a dengue, zika, chikungunya, febre amarela, leishmaniose, hepatite A, febre tifoide, diarreia, cólera, amebíase e malária, visto que essas enfermidades podem ser provocadas pelo contato com o esgoto (parasitas presentes em dejetos humanos), consumo de alimentos ou água contaminada. No aspecto ambiental, a ausência de saneamento intensifica a poluição hídrica, além de causar fortes odores.

Assim, a escola como um ambiente de diversas ideias e de sistematização do conhecimento, possui o dever de promover a difusão do discurso do saneamento básico de maneira integrada aos programas educacionais que desenvolve, por meio de palestras e encontros, com informações relacionadas a este tema, colaborando também para a troca e fornecimento de informações junto à sociedade sobre problemas e medidas a serem adotadas para sanar as deficiências no saneamento básico do município de Araioses.

registrado em:
Fim do conteúdo da página